pensando

22 de novembro de 2017
por Cristina Sarraf
0 comentários

Diálogo elucidador ou É preciso aprender a pensar

pensando

– Penso que precisamos aprender e depois, ensinar a pensar.

– Aprender a pensar? Todo mundo pensa!!!

– Parece. Mas veja: como pensamos? Porquê? De que modo? Quando? O quê? Por quais razões?… Continue Lendo →

3

22 de novembro de 2017
por Ricardo Capuano
0 comentários

Deus transmissor = universo onda

“Se chegarmos a descobrir uma teoria completa, ela deveria com o tempo vir a ser compreensível em sentido amplo por todos, e não apenas por alguns cientistas. Então todos nós, filósofos, cientistas e pessoas comuns, poderíamos fazer parte da discussão da questão de por que é que nós existimos, assim como o universo. Se encontrássemos a resposta para isso, seria o triunfo definitivo da razão humana – pois então nós conheceríamos a mente de Deus.” – Stephen Hawking

Podemos procurar “entender” Deus e o universo por uma visão da ciência conhecida como física. Segundo essa ciência, tudo no universo seria matéria e onda, uma hora se comportando como uma coisa, outra se comportando do outro modo. Continue Lendo →

liberdade-igualdade-fraternidade

22 de outubro de 2017
por Cristina Sarraf
0 comentários

Igualdade, Liberdade, Fraternidade

liberdade-igualdade-fraternidade

A Constituição brasileira, no capítulo do direitos e garantias individuais, diz que: I – Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País, a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes… E diz que: X – São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.

Continue Lendo →

autoresponsabilidade

22 de outubro de 2017
por Wil Oliveira
0 comentários

Quero progredir e me responsabilizo por isso

autoresponsabilidade

A grande sabedoria da vida consiste em saber utilizar de maneira oportuna e eficiente os conhecimentos que adquirimos durante nossas existências, que são escolas por onde já passamos, estamos passando e passaremos, com um único objetivo: aprender, por em prática e progredir. Continue Lendo →

A educação e o significado da vida - Capa Livro

22 de setembro de 2017
por Jornal do CEM
0 comentários

Para pensarmos sobre educação

Trechos do livro A educação e o significado da vida, de J.Krishnamurti
Ed. Cultrix, 14ª-ed. 1994 – cap II  Educação correta
Escolhas de Cristina Sarraf

A educação e o significado da vida - Capa Livro“O Homem ignorante não é o sem instrução, mas aquele que não conhece a si mesmo; e insensato é o Homem intelectualmente culto, ao crer que os livros, o saber e a autoridade lhe podem dar a compreensão. Continue Lendo →

O Julgamento

22 de setembro de 2017
por Ricardo Capuano
0 comentários

Ato 3 (sequência final) – O Julgamento

O Julgamento

(Sequência do JNC – 243 de agosto de 2017, que editou parte do terceiro ato dessa peça teatral, comédia, na qual  Zé do Povo está em julgamento, mas terá sua pena diminuída. No primeiro ato, publicado em comemoração aos 21 anos no JNC,  n-o  241 de junho de 2017, Zé do povo não sabe porque será julgado.)

Promotor: – Segundo o IASP-Internacional Association for the Study of Pain, (faz cara de sabichão) a definição de dor é a seguinte: “ Experiência sensitiva e emocional desagradável, associada ou relacionada a lesão real ou potencial, dos tecidos”. Continue Lendo →

você está disponível

22 de agosto de 2017
por Bento José / Pedro Camilo
0 comentários

Disponível?

você está disponível

(do livro Mente Aberta)

“- Você está disponível?

Fazer essa pergunta assim, do nada, pode deixar margem a interpretações equivocadas sobre as minhas reais intenções… Continue Lendo →

equilibrio

22 de agosto de 2017
por Wil Oliveira
0 comentários

Ordem e paz interiores

equilibrio

“(…) a maioria de nós pensa em termos relativos ao tempo; pensamos que a ordem interior só pode aparecer com a ajuda do tempo, que a tranquilidade tem de ser formada a pouco e pouco, somando-se cada dia alguma coisa. O tempo não pode trazer essa ordem e paz interiores e, portanto, uma das coisas importantes que temos de compreender, é de que maneira fazer parar o tempo, de modo que não pensemos mais em termos de gradualidade; essa é uma imensa tarefa, significando que não há amanhã, para termos paz. Temos de achar a ordem nesse instante; não há outro momento.”

(KRISHNAMURTI. Como viver neste mundo. Conflitos humanos. 2 edição. Rio de Janeiro: Instituição Cultural Krishnamurti. 1976)

Continue Lendo →

O Julgamento

22 de agosto de 2017
por Ricardo Capuano
0 comentários

Ato 2 (sequência) – O Julgamento

O Julgamento

(Sequência do JNC – 242 de julho de 2017, que editou parte do segundo ato dessa peça teatral, comédia, na qual  Zé do Povo está em julgamento pela quantidade de frangos que matou…ops, que mataram e ele comeu. No primeiro ato, publicado em comemoração aos 21 anos no JNC,  n-o  241 de junho de 2017, Zé do povo não sabe porque será julgado.

Deus: – Pois é Zé… Você sabia que o que mantem a Lua no céu, sem cair, é essa lei da gravidade? Sabia que o que faz nosso planeta girar ao redor do Sol… e muito mais coisas, é tudo por causa dessa lei? Você sabia? Continue Lendo →

O Julgamento

22 de agosto de 2017
por Ricardo Capuano
0 comentários

Ato 3 – A Condenação

O Julgamento02

Abrem-se as cortinas Zé do Povo está sentado e a enfermeira está cuidando dele.

Promotor fala para a enfermeira: – Ele já está bem…Pode ir minha anjinha (se engraçando com ela)

Deus com cara de bravo: – Vou ter que mudar essa enfermeira de setor, senão vou perder meus anjos para o “outro lado”.

Promotor abrindo um caderno e anotando: – Muito bem… agora que já decidimos a questão dos peitos…

Zé do Povo faz que vai olhar pra dentro da camisa e desiste, com gesto.

Deus: – Muito bem… Sejamos justos… Você nunca havia parado pra pensar que ter carne dos animais pra comer,  implicava neles sofrerem e serem mortos…

Promotor bate na testa: – Dãmmm!

Zé do Povo mostra a língua.

Deus:  – Eu decreto que a pena dele seja diminuída em um milionésimo…por ignorãncia e burrice voluntária!

Zé do Povo: – Só isso? Se eu soubesse, iria ser mais ignorante!

Deus e o Promotor batem na testa!

Deus: – Deveria ser justamente o contrário. Como você passa a vida interia, comendo uma coisa que não sabe direito de onde vem e como é feita? (cara de desaprovação)

Promotor: – Segundo o IASP-Internacional Association for the Study of Pain, (faz cara de sabichão) a definição de dor é a seguinte:

Continua no próximo mês…

 

Quem quiser representar essa peça, fale conosco ou com o dr. Ricardo Capuano (11-20975643 – Clinica Veterinária)