FOSSE FOME,se entendia! A comemoração da tirania!

| 0 comentários

Eu poderia entender…

Fosse fome o que você sentia…

O porque a cada mastigada…

Você gargalhava e sorria…

 

Em meio a festa…

Com toda a família…

Morto, alí no prato…

Após uma vida de agonia…

Um animal…

Que viver também merecia!

 

Mas não era fome…

Era a ignorância de quem nada sabia…

De quem pouco se importava…

Da onde sua comida vinha!

 

Bagunça, agitação e eufôria…

Tudo por Jesus…

Bendito fruto que nascia…

E em sua homenagem…

Tanta vida se perdia…

 

Nem por um segundo, pensara enquanto engolia…

Entre uma mastigada e uma mordida…

Que já tivera vida…

Quem agora deglutia.

 

Se fosse por fome…

Desnutrição ou anemia…

A morte e a dor de outro ser…

Quem sabe, até se entendia…

Mas não era isso…

Simples “zumbifagia”…

Comer sem pensar…

Aquilo que sempre comia!

 

Na mesa farta de galhardia…

Brincadeiras, presentes e sorrisos…

As crianças em euforia…

Ganham animais de presente…

Apertados até a asfixia…

São brinquedos nas mãos …

Daqueles que tanto os queria…

 

Mas, comem, defecam e latem…

E aí vem a histeria…

Logo são abandonados…

Pois o dono não previa…

Que aquele “brinquedo”

Não funcionava a bateria!

 

Se fosse por fome…

Até se entendia!

Falta de opção…

Ou distônia…

Mas não era fome…

Era “bobeirafagia”…

A ignorância de colocar pra dentro do corpo…

O que a mídia infringia!

 

Se faz mal ao estomago, rins, fígado…

O que me importaria…

Se o ator diz que é bom…

Melhor não pensar e engolia!

 

Se fosse para matar a fome do mundo…

E evitar que os irmãos morressem …

Mas não era tão profundo…

Simples trocados a mais…

No bolso daqueles imundos…

Exploradores de animais…

De todos jeitos e grupos…

Inclusive seus semelhantes…

Humanos, bobos e incultos!

 

Se fosse para matar a fome…

Até se entendia…

Matar bilhões de animais…

E comer com alegria…

Com a boca cheia de sangue…

E o estomago em extrema azia!

Mas não era fome…

Simples “culturafagia”…

O costume de comer hoje…

O que ontem se comia…

Sem pensar de onde vem …

O que faz e para onde ia…

O efeito no corpo da carne…

De quem come e de quem se comia!

 

Se fosse por fome…

Até se entendia…

Mas hoje se pode escolher…

O ato que impedia…

A morte de nossos irmãos…

Que merecem a alegria…

De viver como seres vivos…

Uma vida inteira, dia a dia!

 

Se fosse por fome se entendia…

Mas por gula e ganância…

Exótico sabor que extasia…

Por tão pouco, não se deve…

Matar com dor e agonia!

 

Homenageado Jesus com morte e tirania…

Justamente aquilo…

Que ele mais combatia…

A igualdade para todos, foi o exemplo que deixou…

Para a religião que nascia…

Que devia ser lembrada em nosso prato…

Todo santo dia!

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.